Epigenética..o “comando” da vida está nas suas mãos. Quem dita as regras somos nós!

August 20, 2016

 

 

Este mês tenho aproveitado muito para descansar, mas também para ler e aprofundar mais o funcionamento do nosso corpo e da nossa mente. A influência que a nossa mente tem nas escolhas que fazemos e como se refletem no nosso corpo positiva e negativamente. E nesta busca fui “bater à porta” de uns centros de investigação, de uns artigos científicos e documentários de uns quantos médicos bem conhecidos e terapeutas..e eis que faço uma descoberta fantástica! 
Aos 39 anos descubro que existe uma ciência que nos mostra como as escolhas que fazemos podem transformar os nossos  genes e os dos nossos filhos. Eu sabia que os genes não eram os únicos nem os principais responsáveis por determinadas doenças- já tinha lido e aprendido muito sobre isso-mas não sabia que já havia imensa coisa, tão desenvolvida e na vanguarda do conhecimento sobre este assunto! 
Estou a falar da epigenética! Porque é que eu nunca ouvi falar disto na escola?!!!

 As variações não genéticas adquiridas durante a vida de um ser vivo podem frequentemente ser passadas aos seus descendentes.

E muita coisa começa na gravidez. No que comemos, no que pensamos ou sentimos, nas nossas atitudes e por aí fora...

Mas calma, nem tudo está perdido!

O facto de a nossa mãe ter sido mais “gulosa” na gravidez não significa que vamos ter problemas de obesidade no futuro!!!! Vamos ter mais propensão para isso, sim, do que pessoas cujas mães tiveram mais cuidados, mas as nossas escolhas é que vão ditar 
tudo ao longo da vida.

 Através dos vários estudos científicos desenvolvidos nesta área, percebe-se agora que os genes podem ser “ligados” ou “desligados”. E isso depende do meio em que estão inseridos.

Todas as células do nosso corpo contém exatamente os mesmos genes e isso não sofre alterações. Mas expor esses mesmos genes a diferentes agentes exteriores permite que os mesmos possam se ligar ou desligar.

Ao estudar epigenética os cientistas perceberam também que os genes podem passar para as próximas gerações. A forma como os nossos bisavós viveram pode afetar a nossa saúde atualmente, pois vamos ter à partida, uma predisposição para as coisas boas e menos boas que eles tinham. Mais uma boa razão para aprofundarmos as nossas raízes, não só a nível cultural bem como ao nível da saúde, pois isso tem uma grande implicação na nossa mente e corpo.

E eis que nesta caminhada descubro mais uma coisa fantástica...

 
A Meditação influência significativamente os nossos genes!

 
O Dr. Herbert Benson do Institute for mind, body and medicine, estudou a expressão genética de pessoas que meditam e notou que as mesmas conseguem reverter o efeito dos seus genes.

O facto de toda a nossa família ter tido cancro, depressão ou outra doença não significa que a nossa sina esteja traçada! Muito pelo contrário, o nosso organismo tem uma “fragilidade” nessa área, mas só se irá manifestar se nós criarmos as condições necessárias para que isso aconteça. E quando sabemos à partida que temos essa predisposição, temos de fazer tudo o que estiver ao nosso alcance para contrariar essa tendência.

Temos de ter uma alimentação saudável, fazer exercício  e meditar...bastante! !!!

 
Este médico refere que desde a primeira vez que se faz meditação que essas alterações ao nível da expressão dos genes ocorrem.

O que acontece é que quanto mais se medita mais intensa é a resposta desses mesmos genes ao meio.  Por isso a pratica diária de meditação é vital, sobretudo em determinadas patologias em que a mente desempenha um papel fundamental..e as doenças oncológicas são uma delas.

 
Quando escolhemos uma alimentação e estilo de vida saudável estamos a influenciar positivamente não só a nossa expressão genética, bem como a das próximas gerações.

Por isso, da próxima vez que se sentir tentada(o) a comer alimentos menos bons ou optar por um estilo de vida muito stressante e pouco saudável, pense duas vezes, pois pode estar a abrir um leque de precedentes desnecessário e a deixar uma herança pouco saudável para os seus filhos,  netos e bisnetos.

 
Nós somos o que comemos, somos os livros que lemos, os filmes que vemos, as brincadeiras que brincamos, o amor que partilhamos e as pessoas de quem nos rodeamos!
 
Se quiserem saber mais sobre epigenetica cliquem no link https://www.bensonhenryinstitute.org/our-research/published-research

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon
  • Black YouTube Icon
  • Black Pinterest Icon
  • Black Twitter Icon